Cuiabá: equipe do TRE/AL participa do Fórum Nacional de Propaganda Eleitoral nas mídias sociais

Cuiabá: equipe do TRE/AL participa do Fórum Nacional de Propaganda Eleitoral nas mídias sociais

Equipe TRE/AL forum fake news

Na última semana, uma equipe do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), participou do Fórum Nacional da Propaganda Eleitoral nas Mídias Sociais. O evento, que aconteceu na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso (TRE/MT), em Cuiabá, nos dias 01 e 02 de março, foi organizado pelo Coptrel - Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais do Brasil e contou com a presença de mais de 150 profissionais, entre magistrados e servidores das áreas de Tecnologia da Informação e da Comunicação Social. Nos dois dias do evento, foram discutidos temas relacionados às fake news nas mídias sociais, com fins eleitorais.

Participaram do evento, representando o TRE/AL, o desembargador eleitoral substituto Davi Lima, que integra a Comissão de Propaganda Eleitoral, a assessora de Comunicação Social, Flávia Gomes de Barros, e o coordenador de infraestrutura da Secretaria de Tecnologia da Informação, Daniel Macêdo de Carvalho Souto.

As empresas que atuam na área das mídias sociais já demonstram estar alinhadas à Justiça Eleitoral no que diz respeito à agilidade no cumprimento das decisões liminares voltadas para a propaganda eleitoral. Representantes do Facebook, do Twitter e do Google participaram do segundo painel do Fórum Nacional, intitulado "Como dar efetividade, na velocidade exigida, às decisões liminares".

"Os magistrados que atuam como juízes auxiliares da propaganda eleitoral nos tribunais são altamente preparados para a função, do ponto de vista jurídico. Contudo, boa parte dos juízes da propaganda, presidentes de tribunais e corregedores, desconhecem os meandros das mídias sociais e os mecanismos utilizados por empresas especialistas em gerar e impulsionar as fake news, inclusive com uso de robôs. Sabemos que isso existe, sabemos que os políticos fazem uso dessa prática maléfica para a democracia, mas precisamos absorver mais conhecimentos técnicos nessa área. Por isso nossa intenção é que este Fórum Nacional seja uma reunião ampliada de trabalho, voltada para a troca de experiências. Queremos que o Fórum Nacional se transforme em ambiente onde todos possam tirar suas dúvidas sobre esse tema", disse o desembargador Márcio Vidal, presidente do TRE/MT e do Coptrel.

Últimas notícias postadas

Recentes