Por parceria que garantiu tranquilidade nas eleições, autoridades recebem comenda do TRE/AL

Por parceria que garantiu tranquilidade nas eleições, autoridades recebem comenda do TRE/AL

Comenda Merito Eleitoral Outorga

Na tarde desta quinta-feira (14), o Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) concedeu a Comenda do Mérito Eleitoral Desembargador Hermann Byron de Araújo Soares ao procurador-chefe da Procuradoria da República em Alagoas, Marcial Duarte Coêlho, ao secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Paulo Domingos de Araújo Lima Júnior e ao superintendente da Polícia Federal em Alagoas, delegado Bernardo Gonçalves de Torres, pela efetiva e gloriosa contribuição para que o pleito eleitoral de 2016 acontecesse dentro da normalidade.

Ficou sob a responsabilidade do desembargador eleitoral Gustavo de Mendonça Gomes a saudação inicial aos homenageados. Após uma resumida leitura dos currículos, o magistrado destacou que “esta data serve para homenagear e agradecer. A Justiça Eleitoral depende de outros órgãos para bem desempenhar sua missão e, sem essas instituições, isso não seria possível. Sem esse suporte, não haveria segurança para a realização de uma eleição. Essa honraria representa todo o nosso agradecimento e reconhecimento”.

O primeiro homenageado a se pronunciar foi o secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Paulo Domingos de Araújo Lima Júnior. Na oportunidade, ele confessou que atuar na eleição de 2016 foi um grande desafio e afirmou que o sucesso se deu em razão da integração das forças policiais em defesa do povo alagoano. “Nossa integração com os órgãos federais se deu de forma humilde, transparente e efetiva, que fortaleceu não apenas a segurança públicas, mas a democracia do nosso Estado”, comemorou.

“Onde não há cooperação, há estagnação”

Em seu discurso, o superintendente da Polícia Federal em Alagoas, delegado Bernardo Gonçalves de Torres, destacou que “onde não há cooperação, há estagnação”, e dividiu com os servidores e colaboradores da PF a honra pela Comenda do Mérito Eleitoral. “Nosso trabalho foi de tamanha magnitude que mereceu elogios da imprensa e da sociedade civil. Sou apenas uma fração de toda a superintendência da PF no Estado e em nome de cada servidor e colaborador que atua diariamente na instituição eu recebo, muito honrosamente, essa comenda”, concluiu.

O procurador-chefe da Procuradoria da República em Alagoas, Marcial Duarte Coêlho, também se pronunciou agradecendo aos seus familiares, colegas do MPE e servidores do TRE/AL e relembrou o período em que atuou como procurador regional eleitoral de Alagoas, oportunidade em que, durante as reuniões com as forças policiais, se tinha o maior cuidado com a coisa pública e preocupação com a sociedade.

“Sempre fui um grande fã da Justiça Eleitoral porque ela preza, de forma mais célere, pelo cuidado com as coisas públicas e guarda a democracia do povo brasileiro. Peço aos integrantes deste colegiado que continuem atentando para o que a sociedade precisa e, assim, fazer a sua proteção. Deixo aqui o meu desejo de um pleito eleitoral ainda mais tranquilo e exitoso em 2018”, enfatizou Duarte Coelho.

“Confiem na Justiça Eleitoral alagoana que no próximo pleito

repetiremos os feitos de 2016”

Encerrando a solenidade, o presidente do TRE/AL, desembargador José Carlos Malta Marques, antes de iniciar seu discurso, leu um documento encaminhado pelo ex-presidente do TRE, desembargador Sebastião Costa Filho, responsável pela condução do pleito de 2016. Em suas palavras, Costa Filho afirmou sentir muito orgulho e contentamento pela concessão da Comenda do Mérito Eleitoral aos homenageados, pois “trabalharam incansavelmente e eu mesmo presenciei suas desenvolturas e dedicação, fundamentais para a manutenção do clima de tranquilidade que reinou durante todo o período eleitoral de 2016”.

Já o desembargador Malta Marques começou seu pronunciamento afirmando que a Justiça Eleitoral é um ramo especializado do Judiciário e, também, muito especial. Segundo ele, desde a última eleição, a vontade do eleitor realmente foi refletida nos resultados das urnas, fato demonstrado por vitórias por quantidades mínimas de votos e pouquíssimos incidentes relativos à corrupção e crimes eleitorais.

“Na última eleição, juntou-se, em verdadeiro consórcio, toda a Justiça Eleitoral aos policiais, a um Ministério público atuante e a magistrados dispostos a escrever um capítulo épico na história de Alagoas. Todos, focados em um mesmo propósito, fizeram uma eleição com resultados muito estreitos e apertados, o que resultou na baixa quantidade de recursos eleitorais em relação aos anos anteriores e provando que foi feita a vontade do povo alagoano”, enfocou Malta Marques.

O presidente do TRE/AL finalizou seu pronunciamento afirmando que “o próximo pleito será um novo dia, onde vamos viver e dormir tranquilamente, como aconteceu anteriormente. Confiem na Justiça Eleitoral alagoana que repetiremos todos os feitos de 2016”.

https://www.flickr.com/photos/trealagoas/albums/72157690338838814

Últimas notícias postadas

Recentes