Eleições: TRE defere pedidos de tropas federais para municípios alagoanos

As requisições foram formuladas pelos respectivos juízes eleitorais e, com a aprovação do Regional alagoano, seguem para o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Tropas federais

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), à unanimidade de votos, deferiu os pedidos de envio de tropas federais para os municípios de Limoeiro de Anadia (47ª Zona), Batalha (29ª Zona), Mata Grande e Canapi (27ª Zona). As requisições foram formuladas pelos respectivos juízes eleitorais e, com a aprovação do Regional alagoano, seguem para o julgamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A juíza da 47ª Zona Eleitoral, Larissa Gabriella Lins Victor Lacerda, em sua requisição de tropas federais, ressaltou que há, no município, uma acirrada disputa política, com intenso engajamento da população local em apoio a seus candidatos, utilizando-se, em determinadas situações, meios ilícitos, o que resultou no envio de tropas federais para garantia da segurança em pleitos municipais anteriores.

Na requisição feita pela magistrada eleitoral da 29ª Zona, Nathallye Costa Alcântara de Oliveira, há o destaque para intensa animosidade política envolvendo a família Dantas e a dos “Boiadeiro”. A juíza ressaltou que, em novembro de 2017, o vereador Adelmo Rodrigues de Melo, conhecido como Neguinho Boiadeiro, foi assassinado na porta da Câmara Municipal, e pouco mais de um mês depois, o vereador Tony Carlos Silva de Medeiros, também conhecido por Tony Pretinho, foi morto na frente de sua residência, em Batalha.

“Embora os dois crimes não tenham ligação comprovada, é de se perceber que a aparente tranquilidade vista nas ruas da cidade não condiz com a situação real, e que a qualquer momento a população pode ser novamente surpreendida com iminentes atos de violência, inclusive contra seus próprios representantes”, argumentou a magistrada no pedido formulado ao TRE de Alagoas.

Para os municípios que compõem a 27ª Zona Eleitoral, Mata Grande e Canapi, o juiz Marcos Vinícius Linhares baseou sua requisição de tropas federais relatando uma intensa animosidade política entre grupos políticos locais, com histórico de violência, destacando que, no sertão alagoano, é público e notório a acirrada briga política para se alcançar o poder.

Em todos os pedidos, a Justiça Eleitoral contatou o governo de Alagoas para se manifestar a respeito do reforço policial nas localidades e das garantias do governo para assegurar a normalidade do processo eleitoral, mas não houve retorno com as informações requeridas.

Últimas notícias postadas

Recentes