No TSE, desembargador Otávio Praxedes prestigia solenidade de lançamento do Programa de Enfrentamento à Desinformação

Na ocasião, instituições públicas e privadas convidadas e interessadas assinaram um termo de adesão ao programa, que tem a finalidade de enfrentar os efeitos negativos provocados pela desinformação à imagem e credibilidade da Justiça Eleitoral, à realização das eleições e aos atores envolvidos no pleito.

 Na ocasião, instituições públicas e privadas convidadas e interessadas assinaram um termo de adesão ao programa, que tem a finalidade de enfrentar os efeitos negativos provocados pela desinformação à imagem e credibilidade da Justiça Eleitoral, à realização das eleições e aos atores envolvidos no pleito.

O vice-presidente e corregedor, no exercício da Presidência do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), desembargador Otávio Leão Praxedes, participou, na tarde desta sexta-feira (30), da solenidade de lançamento do Programa de Enfrentamento à Desinformação, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O diretor-geral do Tribunal, Filipe Lôbo Gomes, também acompanhou o evento.

Na ocasião, instituições públicas e privadas convidadas e interessadas assinaram um termo de adesão ao programa, que tem a finalidade de enfrentar os efeitos negativos provocados pela desinformação à imagem e credibilidade da Justiça Eleitoral, à realização das eleições e aos atores envolvidos no pleito.

“O enfrentamento à desinformação será, por certo, um dos grandes desafios da Justiça Eleitoral para a o pleito eleitoral de 2020. Estou certo que este programa, lançado hoje, será de grande valia para que, unidos, Tribunais e entidades lutem para que os eleitores brasileiros tenham mais acesso às informações verídicas e de qualidade, garantindo que a escolha de todos seja feita de maneira consciente”, destacou o desembargador Otávio Praxedes.

O enfrentamento à desinformação tem sido um dos assuntos prioritários do TSE. No que se refere ao campo jurisdicional, a Corte trabalhou durante as Eleições de 2018 com celeridade no julgamento de ações sobre o tema. Ainda na época do pleito do ano passado, o Tribunal lançou uma página para esclarecer o eleitorado brasileiro acerca das informações falsas e falaciosas que foram disseminadas pelas redes sociais.

Além disso, o TSE realizou diversas reuniões e seminários com a participação de especialistas nacionais e internacionais para compreender e acompanhar o fenômeno da desinformação no Brasil e no mundo.

Últimas notícias postadas

Recentes